terça-feira, 30 de março de 2021

Pomares em Festa


 Fotografia do séc. XX no dia da chegada da energia eléctrica a Pomares.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Neve na Serra

Quando o frio aperta muito e as condições meteorológicas são favoráveis cai neve nos arredores e a Serra da Estrela cobre-se de branco.
Foi assim este ano em Anceriz e a Serra cumpriu a tradição meteorológica.

quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

Anceriz: UM FELIZ E BOM 2021


Com esta imagem colorida das Festas de 2011, desejamos que o NOVO ANO 2021  traga alegria, côr, animação, boa disposição, harmonia, Paz, felicidades, bem-estar e Saúde para todos em Anceriz e... devolva as Festas à aldeia.

sábado, 26 de dezembro de 2020

Curiosidades de Anceriz

Algures em Anceriz, "a Porta do Cavalo" com o residente.

domingo, 20 de dezembro de 2020

Anceriz: O presente e o passado lado a lado


Fruto do mega incêndio de 15 de Outubro de 2017 vemos na imagem  lado a lado, o actual e o histórico - o presente e o passado - o novo edifício construído onde outro existia e a Igreja Matriz de Anceriz que resistiu incólume ao fogo devastador que deixou fortes marcas na aldeia e na memória dos residentes, bem como daqueles que a conheciam e a viram depois. 

quarta-feira, 16 de dezembro de 2020

Gente de Anceriz


 Faleceu hoje com 101 anos a ancerizense Srª D. Delfina Barbosa Santos.
 Sentidas condolências a seus filhos, netos e restante família.

A fotografia é de Manuel Silva Fernandes

domingo, 13 de dezembro de 2020

O Coreto


 O Coreto de Anceriz (foi derrubado) em seu sítio, integrado localmente em vegetação natural e verdejante.

A imagem é de Manuel S. Fernandes

segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

Côja em evolução


 Uma nova e agradável esplanada em Côja num espaço não confinado, para frequentar e apreciar a vila, onde o Sol nos ilumina sob a sombra de um chapéu.

sexta-feira, 13 de novembro de 2020

Anceriz Anos 80


 Princípio dos anos 80, domingo de Agosto, dia de festa em honra de Nossa Senhora de Ao Pá da Cruz, "a música" de Avô deixa as Eiras  onde tocou para animar a festa e os ancerizenses e visitantes dançaram ao som da música.
Na imagem vê-se à esquerda o "saudoso" Coreto de Anceriz  que os eleitos da União das Juntas de Freguesias de Vila Cova de Alva e Anceriz destruíram em 2015. Em fundo vê-se a casa do Sr. Ernesto Augusto. 


quarta-feira, 11 de novembro de 2020

Pomares - Uma curiosidade


Para quem circula pela primeira vez por esta via, vindo de Pomares em direcção a Barrigueiro, Foz da Moura, Agroal ou outras aldeias para lá, depara-se com esta curiosidade rodoviária que já tem alguma idade a ver o Sol.
Pelo menos uma cinta reflectora para a noite!

sábado, 7 de novembro de 2020

Côja - A "FAVA"


 Animação nocturna em Côja por ocasião da realização da Feira de Artesanato Velharias e Antiguidades (FAVA) em Agosto de 2010, na Rua Principal.

domingo, 1 de novembro de 2020

Festas de Anceriz - 2009


Festas de Anceriz em 16 de Agosto de 2009. 
Chegada dos andores preparados e ornamentados à Igreja Matriz para a procissão em honra de Nossa Senhora de Ao Pé da Cruz.
A casa à direita na imagem já não existe. Foi devorada e destruída no grande incêndio de Outubro 2017. Era a casa onde morava o Mário, irmão do Joaquim Marques.

Imagem de José Filipe


quinta-feira, 29 de outubro de 2020

O Manjar do Barril - Barril de Alva


Restaurante Manjar do Barril em 2007 junto à ponte sobre o Rio Alva, em Barril de Alva - Arganil, no Parque António Inácio Alves Correia de Oliveira.
No presente e com outra gerência é o Restaurante Quinta do Urtigal, um local muito aprazível.


domingo, 25 de outubro de 2020

Medronhos de Anceriz


Rejuvenescendo da tragédia de 15 de Outubro de 2017, em Anceriz, a natureza volta a afirmar-se com a exuberância que a faz fonte de vida renovada todos os anos e complemento de uma existência humana que se nutre do muito que a terra produz.
De um medronheiro que resistiu e sobreviveu ao grande incêndio de Outubro 2017.

sábado, 24 de outubro de 2020

Soito da Ruiva - Uma Obra Colectiva


Edifício da Comissão de Melhoramentos de Soito da Ruiva, freguesia de Pomares, concelho de Arganil, obra de um esforço colectivo de gente da aldeia  e seus descendentes, para valorização da sua terra, benefício e usufruto comunitário. Uma forma de vinculo e união às origens, de honrar e não esquecer o legado dos antepassados e dar-lhe continuidade.
Um exemplo a seguir  como forma de participação, dedicação e empenho por todos quantos desejam manter "viva"  a sua aldeia, nestes tempos de modernidade  em que se faz continuamente a apologia ao individualismo e às políticas identitárias que só conduzem a segregação e não, à inclusão.

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Marca dos Tempos em Anceriz


Algures na aldeia, esta imagem deixada pelo incêndio de 15 de Outubro de 2017, uma consequência dos tempos que temos vivido nos últimos anos, em que as populações são vítimas da incúria e da irresponsabilidade de alguns que se dizem ou julgam saber tudo ou ter sempre as soluções certas.
As populações desprotegidas e abandonadas é que pagam a dolorosa factura. Só se lembram delas e que existem, em tempo de eleições e aí lá vêm com as recorrentes promessas para ludibriar o povo.

sexta-feira, 2 de outubro de 2020

Pormenores de Anceriz

Pormenor numa construção habitacional algures em Anceriz.
Um modo de integração, estar e viver ou partilhar a vivência numa aldeia, respeitando tradições e antecedentes, usos e costumes regionais.

segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Dia de Festa em Anceriz


A Banda de Avô ( a "Música" de Avô com é usual dizer-se por estas terras) chega às eiras  para actuar no coreto, ( foi demolido recentemente ) na tarde de Domingo das Festas de  Anceriz em Agosto (81-82), depois de participar pela manhã na Procissão em honra de Nossa Senhora de Ao Pé da Cruz.

À frente do Maestro e da Banda vem o Bernardo (figura conhecida de Anceriz, já falecido) com o garrafão na mão. O cidadão atrás do Bernardo é o Maestro. 
O homem da mala, transporta as pautas musicais.
Ao centro na fotografia e de camisa desabotoada está Mário Pinto (cabeleireiro). De costas e roupa escura parece ser Arménio, filho do José Grilo. À direita vê-se Luciano Ramos, Alfredo Ribeiro e José Peixoto Ribeiro das Neves.
A casa que vemos na imagem era do Ernesto, sogro do Joaquim Gomes.

domingo, 20 de setembro de 2020

Curiosidades de Anceriz

Painel de azulejos com uma quadra alusiva ao acipreste (árvore) do quintal e que dá o nome ao mesmo.
Acipreste é uma alteração da palavra cipreste, que designa a árvore em questão.



quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Liga de Melhoramentos de Anseriz.


 Desde o dia 19 de Agosto ficou-se a saber que  a Liga de Melhoramentos de Anceriz tem novos corpos gerentes constituídos por gente jovem.

Espera-se que a nova gente seja portadora de uma vontade arrebatadora capaz de dinamizar a Liga e trazer o povo de Anceriz à sua Liga de Melhoramentos - fundada em 4  de Junho de 1933 - quer frequentando as suas instalações quer ajudando aqueles que se propuseram assumir os destinos da Liga e trabalhar para benefício de Anceriz e de ,todos os ancerizenses.

Que os melhoramentos de/em Anceriz sejam uma realidade. 

domingo, 30 de agosto de 2020

Praia Fluvial - Stº António do Alva

Trecho da praia fluvial de Santo António do Alva, na margem do Rio Alva, concelho de Oliveira do Hospital.

terça-feira, 11 de agosto de 2020

Nossa Senhora de Ao Pé da Cruz - Anceriz

Devido aos efeitos pandémicos este ano não se realizam as tradicionais festas da aldeia em honra de Nossa Senhora de Ao Pé da Cruz, porque por decisão governamental  não são permitidos ajuntamentos de pessoas, excepto numa festa que todos conhecemos, segundo a imprensa escrita se realiza em recinto com capacidade para a largos milhares de pessoas.
Em  todas as  aldeias está igualmente proibida a realização dos festejos anuais.

quinta-feira, 6 de agosto de 2020

A Ponte de Digueifel e o Rio Alva

O Rio Alva num trecho do seu percurso, próximo a Vila Cova de Alva,  a Ponte de Digueifel e  a vegetação envolvente.

quinta-feira, 30 de julho de 2020

Património de Anceriz



Anceriz é uma aldeia que apesar de ter sofrido grandes transformações relativamente ao seu património habitacional, que foi "evoluindo" acompanhando as preferências "modernistas" exteriores de seus proprietários, ainda conserva algumas habitações que se distinguem por algum respeito às origens tal como esta na foto, entre outras.

sábado, 11 de julho de 2020

Anceriz - A Fonte do Meio

Em Maio de 2020 a Fonte do Meio tinha este desleixado aspecto na sua envolvência, fruto da falta de cuidado de alguém a quem compete zelar pela limpeza urbana da aldeia e espaços próximos do património colectivo
Não haverá em Anceriz entidade, organização ou instituição pública, privada ou política a quem competirá fazer o trabalho que notoriamente vai estando em falta no espaço público?
O cuidar e limpar estes espaços só dignifica quem tem a responsabilidade e o dever de o fazer.
Anceriz agradece.

terça-feira, 26 de maio de 2020

O Encanto da Primavera em Anceriz


Anceriz como comunidade é atualmente uma aldeia desmobilizada e desmotivada. 
A vivência da sua população é cada vez menor e mais frágil. É cada vez mais dificil estabelecer laços de cooperação entre os ancerizenses para fins de interesse colectivo. O Centro Sócio-Cultural encerrou recentemente as suas portas, a saúde da Liga de Melhoramentos (será que ainda existe? ) está muito frágil, o ano passado não se realizaram  as tradicionais festas de Agosto porque os ancerizenses não se entenderam e nem foram capazes de constituir uma comissão para as organizar. O trabalho dos ancerizenses realizado no passado vai-se perdendo sem qualquer resultado  para o futuro. Por vezes as intrigas e "as dores de cotovelo" criam raízes tão profundas que frustam quaisquer boas vontades que possam aparecer.
Isto é Anceriz no presente e daqui para a frente se as querelas e radicalismos mentais forem enraizando e aumentando, Anceriz ficará reduzida a um povoado sem vida comunitária.
Quem fica indiferente a esta situação é a Primavera que volta todos anos a  Anceriz - sorrindo como sabe - florindo os campos com as mais variadas cores e odores, de que escolhemos a foto aí captada, pela uniformidade, em homenagem à estação do ano mais bonita e à aldeia.
Assim fossem os ancerizenses unidos a pensar, trabalhar e colaborar a uma só voz para o futuro, engrandecimento, bem da aldeia e de todos.
Anceriz merece!

quarta-feira, 20 de maio de 2020

Pessoas de Anceriz

Princípio da década de 80  sogro e genro, José Fernandes Gomes e Hermínio Nunes em convívio nas Eiras, por ocasião das Festas anuais de Anceriz no 3º Domingo de Agosto.

sábado, 16 de maio de 2020

Valorizar Anceriz

Esta é uma das áreas públicas de Anceriz que deveria merecer da parte dos autarcas eleitos, uma atenção especial de limpeza, conservação e manutenção.
Cuidar dos espaços públicos é uma das atribuições dos autarcas.
Fica em frente ao edifício da Liga de Melhoramentos

quinta-feira, 23 de abril de 2020

O Coreto e as Eiras

O "velho" Coreto, que era ícone de Anceriz, em 2007 ainda nas Eiras, que o executivo da União das Juntas de Freguesias de Anceriz e de Vila Cova de Alva fez desaparecer em início de 2015.
Assim se apagou a memória de gente de Anceriz e um legado da vivência do povo para seus descendentes.

quinta-feira, 9 de abril de 2020

Pôr do Sol em Anceriz


O momento em que a luz do astro rei deixava de iluminar Anceriz "escondendo-se" atrás do natural acidente orográfico a Ocidente,.até surgir no dia seguinte a Oriente em cosequência do movimento de rotação da Terra.